“Comprometa-se com as suas decisões, mas seja flexível na sua abordagem”

Anthony Robbins

Frequentemente as pessoas fazem promessas e comprometem-se com objetivos que não tencionam cumprir ou que não trabalham para que eles se realizem.

Como fazer para assumir o compromisso?

O ser humano geralmente se compromete com questões que tenha feito voluntariamente e que não vão, desse modo, contra os seus princípios e valores.

Se enquadrarmos um compromisso de forma coerente com quem o assume, torna-se mais fácil para a pessoa, o aceitar de livre vontade.

Outra questão prende-se com o registo, ao pormenor, dos objetivos. Se esse registo definir o objetivo por unidade, serão esses mesmo objetivos, mais simples e concretos.

Exemplo:

Estudos comprovaram que compromissos assumidos de forma ativa e pública tem menos probabilidade de as pessoas desistirem deles.

Um dos testes realizados, foi a marcação de consultas em consultórios médicos, ou dentistas e mesmo em cabeleireiros, quando as marcações no cartão eram agendadas pelos próprios clientes, a probabilidade do mesmo se esquecer da consulta era muito menor. Já quando registada pela recepcionista a probabilidade de faltar às consultas era 18% superior.

Se procura um comprometimento eficaz, estimule os seus clientes ou colaboradores, ou quem pretende que cumpra a registar esse objetivo. Deve garantir um compromisso voluntários e duradouro.