É segunda-feira de manhã e já está a sentir um nó no estômago por ter que ir trabalhar. Nunca se sentiu assim — antes, o início de uma semana de trabalho suscitava-lhe entusiasmo. No entanto, ultimamente, tem andado com a sensação de que algo não está a funcionar bem. Começa cansado e irritado logo de manhã, assim como a maioria dos seus colegas de trabalho. Mas porquê? O que está a acontecer?

No ambiente de mudança em que se vive hoje, é fácil as empresas deixarem em segundo plano a preocupação com um bom ambiente para os funcionários. Certas empresas concentram-se tanto no lucro que, por vezes, esquecem-se de que os resultados se devem às pessoas.

Até certo ponto, compreendemos as empresas. Temos objetivos, estamos ocupados e por vezes esquecemo-nos das pequenas coisas que fazem a grande diferença. Errar é humano. No entanto, há uma grande diferença entre empresas que têm algumas falhas no tratamento das pessoas e empresas que possuem culturas claramente tóxicas para os funcionários.

Como é que podemos saber se a nossa empresa é das que apenas comete alguns erros ou se, efetivamente, pertencemos a um grupo tóxico?

A maioria das culturas tóxicas partilham os mesmos valores fundamentais. Se a sua resposta às próximas perguntas for não, é possível que tenha um problema sério em mãos.